Anticoncepcionais de marcas genéricas são bons?

Por mais que sejam populares no mercado e os preços sejam convidativos, os medicamentos genéricos ainda geram alguma controvérsia. Por não ter o nome conhecido no mercado e sim a fórmula ou um título semelhante, a maior parte das pessoas tem uma relutância em usar medicamentos genéricos. O mesmo acontece sobre os anticoncepcionais. Seriam os anticoncepcionais genéricos seguros tanto quanto os de laboratório famoso e mais caros?

anticoncepcional genérico

Medicamento genérico é a mesma coisa que os demais

O medicamento genérico, seja ele qual for, contém a mesma fórmula, princípio ativo e dosagem que um medicamento tradicional, original, de marca. O que acontece é que ele não é vinculado a um laboratório famoso, não tem marca e por isso seu custo diminui, gerando a desconfiança. Afinal, quando um anticoncepcional custa R$ 60 e você pode comprá-lo por R$ 30 e com igual qualidade, todo mundo vai desconfiar mesmo, não? 

O anticoncepcional genérico é seguro e tem a mesma qualidade, eficácia e segurança de um anticoncepcional de marca. São usadas as mesmas dosagens e todos são supervisionados pelos órgãos responsáveis do setor, por isso é seguro sim ingerir medicamentos que não sejam tão caros e nem tão famosos assim.

Por que os genéricos estão no mercado?

A proposta do Governo Federal para permitir a entrada dos remédios genéricos no mercado é simples de entender e bem antiga. Imagine que um determinado laboratório criou um medicamento para uma doença. Ele tinha uma patente para isso, e apenas eles poderiam produzir. Patente são os direitos autorais sobre a não reprodução, ou seja, não se pode copiar e criar um igual. Por décadas, isso permitia ao dono do laboratório cobrar quanto quisesse pelo medicamento, pois ele também iria investir em publicidade e não teria concorrentes, já que apenas ele poderia produzir.

O Governo Federal, Organização Mundial de Saúde e outros órgãos envolvidos fizeram a quebra de patentes de medicamento, pois a saúde dependia disso. Ficou caro para o governo comprar e distribuir alguns medicamentos quando os donos dos laboratórios poderiam cobrar quanto quisesse. Também era caro para o consumidor ter medicamentos com aumentos significativos e a necessidade de os comprar.

A proposta então era não mais permitir que apenas um local produzisse, mas sim diversos laboratórios. Foi feita então a quebra de patentes, e laboratórios poderiam produzir a fórmula original e igual ao remédio de marca, mas com um custo bem menor para isso. Foi ai que surgiu o remédio genérico. 

Genérico não é similar

anticoncepcional genéricoPara ser genérico oficial, registrado pelos órgãos competentes e avaliados e depois disso é que ele pode ser comprado em qualquer farmácia. Mas o farmacêutico pode indicar a venda de um similar, mais barato ainda. Mas não é a mesma coisa.

Remédio similar é uma alternativa de tratamento vendida por um preço ainda mais baixo que o genérico. Possui uma fórmula diferente, mas com a mesma finalidade. O problema é que tais medicamentos não usam a mesma fórmula, por isso é comum a narração que um medicamento similar não fez efeito. Ainda há riscos de substituição e alergias aos medicamentos similares, já que não são os mesmos indicados pelo médico.

Quanto ao medicamento genérico com o símbolo oficial, podemos garantir que não há dúvidas: é a mesma coisa que um de marca. O anticoncepcional genérico vai prevenir contra a gravidez uma mulher que o ingerir corretamente da mesma forma que um de marca faria. Já quanto ao similar, pode haver dúvidas se vai funcionar ou se os efeitos colaterais serão mais graves e incômodos.

Alguns anticoncepcionais genéricos

Os  anticoncepcionais genéricos mais vendidos são o do Cerazette, Mercilon e Microdiol. Estão chegando mais, já que a lista de medicamentos para prevenir a gravidez conta com mais de 80 contraceptivos registrados no Brasil, dentre pílulas, injeções e adesivos.

Elimine até 6kg nos primeiros 14 dias!


Elimine até 6kg nos primeiros 14 dias!
Compartilhe com seus amigos...Share on Facebook
Facebook

101 respostas para “Anticoncepcionais de marcas genéricas são bons?”

  1. Bom dia
    Eu tomo o cerazzete continuo a 3 anos e nunca senti nada, mais esse mês fui comprar e na farmácia estava muito caro, pois sempre compro caixa fechada com 3 cartela pela ultrafarma então resolvi experimentar o genérico que segundo a farmacêutica é a mesma coisa, mais percebi que desde que comecei a tomar estou sentindo muita dor de cabeça e tbem um frescor na boca que não sentia antes e isso está mim deixando preocupada, não sei se é o anticoncepcional ou alguma outra coisa que pode tá acontecendo

  2. Oi
    Quero saber se a enjeção Noregyna genérica é confiavel msm?
    A primeira tomei genérica e a segunda tomei sem ser genérica, e hoj fui tomar a terceira q é genérica, pq a sem ser genérica tava em falta.

  3. Olá bom dia, tomo o yaz a mais de um ano dai esse mês troquei pelo genérico e a uma semana comecei tomar a nova cartela mas desceu um escape de menstruação é normal isso por ser genérico ,?? Corro risco de gravidez ??

  4. Bom dia,

    Eu sempre tomei o Selene e tem uns seis meses que estou tomando o genérico dele. Até hoje não engravidei, graças a Deus. Então creio que é a mesma coisa.

  5. Oi, eu tenho uma duvida que esta me matando, eu tomo ciclo 21 a mais de 1 ano, e a um mes atras fui a farmacia compra o meu remedio pois tenho 18 anos nao quero ser mae agora, la o farmacêutico me ofereceu 2 caixas de anticoncepcional genérico por um preço mais barato, comprei e comecei a tomar, agora estou no período de intervalo, mas minha menstruação nao veio, e agora? Volto a tomar o remédio ou espero?

  6. Olá tomo anticoncepcional original ja tres mês Diane 35e no 4 mês toquei para o genérico na pausa?Terminei a cartela do generico estou esperando descer ja to no 3 dia da pause e nada de mestruacao posso esta grávida? Me ajude generico faz o mesmo efeito????

  7. Só tomo uno ciclo há 16 anos, esse mês fui tomar o farmacêutico disse q está muito difícil de achar a original, então tomei a genérica mesmo com receio. E depois dei uma volta na minha cidade fui em todas as farmácias e nenhuma tinha a original só a genérica, teve umas q chegou a falar q não estava mais fabricando a original, só genérica. Estou muito preocupada pois não queria ser mamãe depois de 17 anos.

    1. Bom Dia

      Janaina,

      Estou passando pelo mesmo problema que você, tomo a 15 anos nunca troquei, me informei com a glenmark que é a fabricante e a mesma me informou que estão em testes e a mesma voltará ao mercado em dez/17. esse mês vou tomar genérica também e estou com muito medo pois sou casada e não pretendo ter filhos ainda mais agora

  8. Eu tomava Tamisa 20 mas eu sempre esquecia com freqüência ,fui no ginecologista ele passou a injeção Pra mim d 30 dias mas n tinha a original só a genérica e eu comprei com essa troca corro o risco d engravidar,ou tenho d usar camisinha ate o segundo mês??

  9. Olá.eu.vou começar a tomar o genérico do cerazete porem a minha g.o me passou.o.nactali posso tomar o genérico do cerazete sem medo. Minha bebe esta com 1 mês e 15 dias estou com.medo de tomar a farmacêutica. Falou que.os dois são igual o nactali como.o.cerazete mas esse e genérico ele chama desogestrel.75

  10. Bom dia. E tomo Noregyna injetável genérico da Eurofarma porém teve um dia que não tinha na farmácia da Eurofarma então resolvi tomar de outro laboratório, pode interferir na eficácia ? Desde já obrigada.

  11. Eu uso o ciclo 21 , fui na farmacia e não tinha o ciclo 21 , só o generico, então comprei o generico, mas estou com receio. Si eu fizer a mudança do original para o generico corro o risco de engravida ?

  12. Boa tarde
    Tomo o Yaz ha 4 meses, porém o farmacêutico hoje me indicou um generico (mesma formulação). Preciso me prevenir na primeira cartela ou posso tomar normalmente? Ha risco de engravidar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *