A principal função das pílulas anticoncepcionais é evitar a gravidez indesejada. Mas para que o anticoncepcional funcione da maneira correta, é preciso que a pílula escolhida seja adequada para você. Por isso é recomendado que procure ajuda médica na hora da escolha.

Porém, mesmo com auxílio especializado, por algumas vezes as mulheres se sentem desconfortáveis com os anticoncepcionais escolhidos e têm receio de trocá-los por achar que pode gerar algum efeito colateral ou não fazer efeito. Pelo contrário: você precisa de uma pílula que te faça se sentir bem, afinal, vai tomá-la por muitos anos.

anticoncepcional

Mas assim como na hora de escolher a pílula anticoncepcional, você irá precisar procurar o seu médico para que ele a ajude com a substituição do seu remédio.  A conversa com o ginecologista nesse momento será indispensável devido à transição entre os remédios diferentes e ainda os cuidados que devem ser tomados de um para o outro.

   

A conversa com o médico é importante para esclarecer dúvidas, realizar a mudança de forma correta e escolher a melhor pílula anticoncepcional para você. Trocar de pílula não tem problema algum e não faz mal à saúde ou te faz correr riscos, é só seguir as orientações.

Portanto, se você estiver tomando uma pílula anticoncepcional e achar que não está te fazendo bem, não pense duas vezes em substituí-la, troque de uma vez antes que comece a te fazer mais mal.

Fique atenta ao mudar de anticoncepcional

Mas fique atenta na hora da transição. Isso porque algumas pílulas anticoncepcionais requerem um certo tempo de intervalo na substituição para não conflitar no corpo e até mesmo para que uma não tenha uma surpresa como uma gravidez completamente inesperada ou ainda que as pílulas juntas no corpo acabem agravando os efeitos colaterais. Sendo assim, não fique se sentindo mal sempre que começar com a pílula, troque logo, mulher.