Apesar de haver muitas outras utilidades para a pílula anticoncepcional (como reduzir a queda de cabelo, oleosidade da pele, riscos de doenças como cistos e miomas, sintomas da TPM, regular o ciclo menstrual entre outros), a principal função do anticoncepcional é a prevenção da gravidez indesejada. Para que a pílula anticoncepcional funcione da maneira correta e sem ocasionar efeitos colaterais na mulher, é necessário que ela faça o uso do medicamento da maneira adequada ou da forma recomendada pelo seu médico.

anticoncepcional

Mesmo quando a mulher está tomando a pílula anticoncepcional há algum tempo, ainda assim esta mulher menstrua todos os meses. Porém, isso não é referente ao “ninho” preparado pelo organismo dela para receber um bebê. A menstruação da mulher que utiliza pílulas anticoncepcionais é o resultado da privação hormonal sofrida por ela durante o intervalo entre uma cartela do medicamento e a outra. As mulheres que tomam a pílula anticoncepcional tendem a sentir menos cólicas no período menstrual e ter um período menstrual reduzido em relação a período em que não fazia uso da pílula.

   

Há mesmo um período fértil se eu tomo anticoncepcional?

Uma dúvida freqüente entre as mulheres é se quem toma pílula anticoncepcional tem período fértil. E a resposta é não. Quem faz uso da anticoncepcional regularmente não tem período fértil. Isso porque a mulher que toma o medicamento não ovula, consequentemente, o óvulo não é liberado para a fecundação não havendo chance de gravidez.

Mas lembre-se: para que a eficácia da pílula anticoncepcional seja garantida é necessário fazer o uso correto do medicamento, tomar todos os dias, religiosamente no mesmo horário. Em caso de esquecimento de uma ou mais pílulas, vômito ou diarreia constante, a eficácia da pílula anticoncepcional está comprometida. Nesses casos, recomenda-se que a mulher faça o uso de preservativo durante as relações sexuais até o início da próxima cartela da pílula anticoncepcional.