Anticoncepcional Norestin é um medicamento para prevenção da gravidez a ser usado de forma contínua, ou seja: sem a pausa de 7 dias. Ele vem com caixa de 7 comprimidos e deve ser tomado todos os dias. Seu princípio é de Noretisterona 0,35 MG, hormônio altamente recomendada pelos médicos por ajudar a regular o ciclo menstrual de forma eficiente e bem tranquila para a mulher.

Anticoncepcional Norestin

Benefícios do Anticoncepcional Norestin

Ausência de gravidez

Menor oleosidade da pele (prevenção de espinhas)

Regularização do ciclo menstrual

Diminuição dos efeitos da TPM

Tratamento da queda de cabelo e da seborreia

Tratamento do hirsutismo leve (excesso de pêlos)

Efeitos colaterais do Anticoncepcional Norestin

Diminuição da tolerância a lentes de contato (casos isolados);

Aumento ou diminuição de peso

Cefaléias (dores de cabeça)

Distúrbios gástricos com aumento de acidez ou vômitos

Náuseas  que podem ser temporárias ou não

Hipersensibilidade mamária

Alterações da libido e do humor

Sangramento irregular

Sangramento de escape

Como tomar o Anticoncepcional Norestin

Cada cartela de Anticoncepcional Norestin vem com apenas 35 comprimidos que devem ser ingeridos diariamente aproximadamente no mesmo horário. Ao iniciar o tratamento o primeiro comprimido da cartela deverá ser ingerido do primeiro dia do sangramento menstrual e assim continuar até quando desejar parar de usar o produto.

   

Após a ingestão de todos os comprimidos da cartela, com o Anticoncepcional Norestin não deve ser feita uma pausa de sete dias deverá ser realizada. O ciclo menstrual deve vir normalmente e sem qualquer problema.

Podem ocorrer redução da eficácia contraceptiva e maior incidência de sangramento intermenstrual com o uso concomitante de contraceptivos orais com drogas que induzam as enzimas hepáticas, tais como: fenitoína, carbamazepina, barbitúricos, ampicilina e rifampicina.

Contra-indicações do Anticoncepcional

Gravidez ou suspeita de gravidez

Período de lactação

Alterações graves da função hepática

Antecedentes de icterícia idiopática gravídica e prurido gestacional grave

Síndromes de Dubin-Johnson e de Rotor

Tumores hepáticos (atuais ou já tratados)

Processos tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos (p. ex., acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio)

Anemia falciforme

Carcinoma de mama ou de endométrio tratados ou atuais

Diabetes grave com alterações vasculares

Alterações do metabolismo lipídico

Antecedentes de herpes gravídico

Otosclerose agravada durante gestações precedentes

Hipersensibilidade aos componentes do medicamento

Em pacientes fumantes, o uso de noretisterona aumenta o risco de efeitos secundários cardiovasculares em relação à idade (acima de 35 anos) e ao consumo de cigarros (15 ou mais por dia).

Bula do Anticoncepcional 

http://www.medicinanet.com.br/bula/3756/norestin.htm